O 1º Encontro de Folias de Reis da Costa do Descobrimento, ocorrerá nos dias 08, 09 e 10 de junho de 2018, com apresentações musicais dos grupos, Rodas de Conversas com os mestres sobre os saberes das Folias; Palestras e Visitações da alegria. O evento é resultado do Projeto Folias de Reis na Costa do Descobrimento, participante do Edital Territórios Culturais, da Secult Bahia.

O objetivo é ajudar na revitalização dessa a prática religiosa e cultural da região, que vem perdendo força nas últimas décadas, mas que resiste e necessita ser fortalecida.

Nestes anos de pesquisa, pudemos perceber que as Folias formam uma rede tecida pela solidariedade e compartilhamento dos seus músicos, cantadores, gaiteiros, violeiros e rezadores em diferentes momentos.Esse movimento ao mesmo tempo em que revela uma possibilidade real de revitalização, vem constatar a as dificuldades de preservação dessa prática e saber cultural. Outra questão é a falta de apoio e de política pública de reconhecimento e proteção desse patrimônio cultural, cuja responsabilidade é também dos governos atuais.O apoio da Secretaria Estadual de Cultura(Secult Bahia), através do Edital Territórios Culturais vem ao encontro dessa demanda e faz a diferença.

O encontro pretende:

1º – Promover literalmente o encontro, a escuta a fala, o canto, a reza, a prática compartilhada em três dias do evento;

2º – Revelar uma reflexão que caminha em diferentes direções: – por que a prática está ficando difícil e vem sumindo?- Por que os deslocamentos geográficos e da fé levam a desterritorializar as Folias?- Por que falta apoio para essa manifestação cultural?

3º – Demonstrar que existe uma luta de resistência dos grupos culturais que se conectam através de eventos, de pessoas praticantes e de santos reverenciados, mediados pelos mestres rezadores e cantadores.

O formato é de Encontro coletivo, para que os participantes dos grupos troquem experiências através dos relatos, reflitam sobre as suas condições atuais e incentivem aos jovens as práticas culturais das Folias. Ao final será realizada uma Caminhada de visitação a casas previamente estabelecidas para a celebração da principal prática das Folias de Reis, que é a visitação.

Publico alvo: Grupos de Folias de Reis; Professores da rede pública e estudantes das escolas públicas, das universidades na região abrangida projeto.