SOU DA FOLIA!

with Nenhum comentário

Quando me entendi por gente é que comecei a ouvir os sons das Folias de Reis passando e visitando as casas, enchendo de som agudo das flautas, as nossas ruas e praças. Todos os anos em nossa casa a visita era certa, uma ou outra Folia de Reis haveria de passar, rezar, cantar, dançar, beber e comer, como é próprio da alegria do encontro.

Com o passar dos anos vimos diminuir essa prática cultural antiga, que veio de longe mas que foi recriada e reinventada pelos nossos antepassados brasileiros. As pesquisas e estudos apontam inúmeros fatores para a diminuição e – em certos lugares – o desaparecimento total dessa prática de fé e tradição. Mas não vou falar disso aqui. Prefiro focar na luta de resistência dos atuais grupos na região atualmente chamada de Costa do Descobrimento, território de abrangência do projeto que apresentei e que foi aprovado através de um edital público da Secult Bahia em 2017 e que está sendo executado em 2018, contando com o convite de parceria e produção do Viola de Bolso, além de outros atores culturais da região: Já temos contato com as pessoas que irão fazer o registro de fotografia e filmagem do evento; já temos a confirmação do mestre Daniel de Lima que irá ministrar uma Oficina de construção de Pífanos e Gaitas, como prévia do encontro; já estão confirmados os dois shows, Josino Medina dia 08 de junho na abertura e Pereira da Viola, dia 09 de junho, em pleno auge do encontro. E o mais importante, estamos realizando várias reuniões com representantes dos grupos, de mestres e mestras que estão convidadas e convidados. Aos poucos tenho recebido a confirmação da participação no Encontro.

Essa história de um encontro começou com um artigo meu sobre as Folias de Reis, quando ainda estava cursando licenciatura em história no IBEC, na unidade em Eunápolis por volta de 2008, alternando a ideia com o Viola de Bolso, do qual sou integrante. Em 2011 apresentamos a proposta em um edital da Secult Bahia, mas não pontuou para aprovação, quando em 2016 saiu novos editais de projetos culturais, sendo aprovado em 2017, para ser executado agora em 2018. Neste período entre 2011 pra cá, mantivemos os contatos com os grupos e agora estamos no caminho!

Vamos realizar o Encontro dias 08, 09 e 10 de junho/18.

Somos da Folia!

Deixe uma resposta